29 de maio de 2018

Lara Croft Tomb Raider - Anniversary

No more triangle boobs.
Desenvolvido por: Crystal Dynamics
Publicado por: Eidos Interactive
Director:  Jason Botta
Produtor: Lulu LaMer
Designer: Jason Botta
Artista: Andrew Wood
Argumentista(s): Toby Gard, Matt Ragghianti
Compositor(es): Troels Brun Folmann
Plataforma(s): PlayStation 2, GameCube, PlayStation Portable, Wii, PC, Mac
Lançamento: 01-06-2007 (EU), 05-06-2007 (EUA), 07-06-2007 (JP)
Género(s): Acção, Aventura
Modos de jogo: Modo história para um jogador
Media: DVD-ROM (4.7GB)
Funcionalidades: Gravação de progresso no Memory Card (295KB mínimo), Compatível com controlo analógico: apenas joysticks, Compatível com Função de Vibração
Estado: Completo
Condição: Boa
Viciómetro: Acabei-o uma vez.

(Este tempo está todo marado...)

Os autocolantes voaram.
Algumas das sagas que consideramos clássicas hoje em dia começaram na era da PlayStation, essa consola que tanta visibilidade teve e muitas horas de diversão nos proporcionou. E uma das sagas mais conhecidas e adoradas é sem dúvida Tomb Raider. Mas na minha mais modesta opinião, os Tomb Raider clássicos nada me dizem e são jogos que a meu ver não são bons e envelheceram mais. Podem crucificar-me ou deixar de visitar aqui o poiso mas não mudo a minha opinião em relação a estes jogos. Embora goste do conceito e aprecie os puzzles, o certo é que os jogos em si eram aborrecidos e um exercício de frustração no que diz respeito à jogabilidade, combate e movimento da câmara. Só dei uma hipótese a esta série já no tempo da PS3 quando o reboot saiu, jogo esse que me deixou fascinado e me levou a explorar os jogos da PS2, que por motivos óbvios, deixei passarem-me ao lado. Felizmente colmatei essa falha, excluindo o Angel of Darkness que é mau e nem sequer quero saber.  O jogo que trago até aqui hoje foi o primeiro de PS2 que joguei e chegou à colecção algures entre Novembro e Dezembro de 2016 por 4.95€ ou algo parecido.


Manual e DVD.
Lara Croft Tomb Raider - Anniversary é um remake do primeiro jogo que fez a sua aparição na PS1, Saturn e PC numa altura em que este tipo de jogos dava os seus primeiros passos para o sucesso. E é de facto um remake muito bem vindo pois melhorou o jogo original em todos os aspectos (coisa que não era muito difícil) tornando a experiência muito mais gratificante e divertida para quem joga. Nesta primeira aventura da senhora Croft, ela é contratada para encontrar o misterioso artefacto que dá pelo nome de Scion mas como é de calcular, outras forças se encontram no seu encalce e o resto é história para descobrimos.

Lar doce lar.
Como bom remake que é, Tomb Raider - Anniversary presenteia-nos com uns visuais bem bonitos e vistosos onde o detalhe salta logo à atenção, proporcionando um ambiente excelente, muito além daquilo que se podem recordar do original onde tudo tinha um aspecto quadrado e obtuso. As coisas agora são muito mais verossímeis e agradáveis de contemplar com bastante variedade cénica. As animações de Lara são de uma qualidade soberba bem como de todos os outros elementos que povoam este mundo. As cutscenes usam o próprio motor de jogo mantendo assim a uniformidade da acção.

É isso, acho que tem toda a razão.
Em termos sonoros, o jogo proporciona-nos uma banda sonora dinâmica que se faz sentir nas cenas de mais acção ou drama, dando lugar ao som ambiente durante grande parte do tempo, algo que nos permite desfrutar da experiência com uma qualidade bastante boa. O voice-acting é também algo que me agradou particularmente, com bons diálogos e longe daquela cornyness dos anos 90 que afectava grande parte dos jogos que faziam uso de vozes. O som no geral é excelente em todos os aspectos e utilizado de forma bastante inteligente em certas áreas.

Esta corda vai ser a nossa melhor amiga.
No campo da jogabilidade, Tomb Raider - Anniversary marca todos os pontos oferecendo-nos uma mecânica vista anteriormente em Tomb Raider - Legend (a analisar brevemente) pois utiliza exactamente o mesmo motor de jogo, onde o controlo de Lara é soberbo e nos permite realizar uma panóplia diversa de acções, desde correr, saltar, usar diversos objectos no ambiente e claro, as tradicionais armas que caracterizam a própria personagem. A exploração neste jogo é altamente gratificante, sobretudo quando se trata de realizar saltos calculados ou certas acrobacias, que no jogo original eram uma dor de cabeça. O combate é também muito, mas muito melhor, com um sistema de targeting que nos ajuda imenso, sobretudo contra mais do que um inimigo e nos permite efectuar alguns critical hits em certas instâncias. E como se trata de Lara Croft, não estaria completo se não houvessem tesouros para serem encontrados um pouco por todo o lado, ainda que não sejam necessários para progredir mas collectibles é sempre algo que aprecio num jogo. Os puzzles também preenchem grande parte do nosso tempo e há alguns bem conseguidos sem se tornarem demasiado frustrantes.

Alguns puzzles só mesmo ao tiro.
No seu todo, Tomb Raider - Anniversary é um excelente jogo que recomendo a todos, sendo ou não fãs da série original. Eu não era, continuo a não ser mas o facto é que gosto de todos os jogos que saíram desde a era da PS2 até à actualidade. E no caso deste Anniversary, é de fácil acesso pois existe em diversas plataformas, incluindo um remaster em HD pelo que não devem deixar passar este JOGALHÃO DE FORÇA!

Próximo jogo: mais Lara Croft na PS2.

MURRALHÕES DE FORÇA:
 

1 comentário: