31 de agosto de 2017

Metal Gear Solid V - The Phantom Pain [Day One Edition]

The man, the legend!
Desenvolvido por: Kojima Productions 
Publicado por: Konami Digital Entertainment
Director: Hideo Kojima
Produtor(es): Hideo Kojima, Kenichiro Imaizumi, Kazuki Muraoka
Designer: Hideo Kojima
Artista: Yoji Shinkawa
Argumentista(s): Hideo Kojima, Shuyo Murata, Hidenari Inamura, Etsu Tamari
Compositor(es): Harry Gregson-Williams, Daniel James, Justin Burnett, Ludvig Forssell
Motor Gráfico: Fox Engine
Plataforma(s): PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox360, XboxOne, PC
Lançamento: 01-09-2015 (Lançamento Mundial)
Género(s): Acção, Stealth 'em up
Modos de jogo: Modo história para um jogador, Multiplayer Online
Media: Blu-Ray Dual Layer (50GB)
Funcionalidades: Instalação de 6.61GB no disco rígido, Compatível com função de vibração, HD 720p, 1080i. DLC adicional
Estado: Completo
Condição: Impecável 
Viciómetro: Acabei-o uma vez tendo completado tudo o resto a 100% com mais de 150 horas de jogo. Platina alcançada.

(Este Verão está uma treta...)

Revenge on the fugly stickers!
Metal Gear é daqueles nomes que no mundo dos jogos não deixa ninguém indiferente. Sinónimo de aventura, mistério, de grandes enredos e complicações, é sem dúvida alguma uma das melhores séries de sempre e também uma das minhas favoritas. Mas com tantos jogos no currículo, e considerando que a Konami, uma das melhores software houses dos anos 90, agora se comporta como um bully no recreio, o jogo que trago até aqui hoje poderá ser mesmo o último grande jogo nesta linhagem. Sim, já puderam vislumbrar a borrada que o Metal Gear Survive vai ser, portanto nem vamos discutir isso. Este meu exemplar foi adquirido alguns dias depois do seu lançamento (estamos em Portugal, nada sai nos dias previstos) e custou aquilo a que se pode chamar full price (algo por volta de 50 euros). Não me arrependo nada considerando a diversão que me proporcionou.

10 de agosto de 2017

Top 5 - FPS que envelheceram bem Vs. FPS que envelheceram mal


Hoje para ser uma coisa diferente, decidi fazer duas listas: uma para aqueles que considero serem os melhores FPS antigos que ainda hoje se conseguem jogar sem entraves (e que conseguem ser melhores do que alguns dos que se produzem actualmente) e outra para os que realmente já foram brilhantes no seu tempo mas actualmente são uma penúria para se jogar. Note-se que isto é apenas a minha opinião com base na minha experiência inicial (ou seja na altura em que os jogos foram lançados) e na minha experiência actual (isto é, jogá-los agora em 2017). E sem mais demoras vamos a isto!

1 de agosto de 2017

Sub Rebellion

Uma capa simples.
Desenvolvido por: Racjin
Publicado por: Metro3D (EU, EUA), Irem (JP)
Plataforma: PlayStation 2
Lançamento: 02-05-2002 (JP), 13-10-2002 (EUA), 25-10-2002 (EU)
Género(s): Acção, Simulação
Modos de jogo: Modo história para um jogador
Media: CD-ROM (700MB)
Funcionalidades: Gravação de progresso no Memory Card (76KB mínimo), Compatível com controlo analógico: todos os botões
Outros nomes: U: Underwater Unit (JP, KO)
Estado: Completo
Condição: Boa
Viciómetro: Cheguei ao último boss (em Normal) mas não consegui passá-lo, acho que é impossível.

(Está um Verão esquisito...)

Sem autocolantes!
A biblioteca da PlayStation 2 é tão imensa que ainda hoje estou a descobrir jogos que não fazia a menor ideia que tinham sido lançados. Desde coisas mais conhecidas às mais obscuras, há de tudo para todos os gostos o que torna esta consola ainda mais apetecível e sem dúvida uma das minhas favoritas no que concerne a coleccionismo. Como tal, o jogo que vos apresento hoje é sem dúvida um bom exemplo de algo obscuro, desconhecido e até mesmo fascinante dado o seu género e achei-o perdido algures entre Julho e Agosto de 2015, na Play N' Play por cerca de 3 ou 4 euros.