19 de julho de 2021

Gato Roboto

Mais uma capa custom!
Desenvolvido por: doinKsoft
Publicado por: Devolver Digital
Director(s): Britt Brady, Cullen Dwyer, Joseph Bourgeois
Produtor(es): Britt Brady, Cullen Dwyer, Joseph Bourgeois
Designer(s): Britt Brady, Cullen Dwyer, Joseph Bourgeois
Artista(s): Miroko, Guillaume Singelin
Plataforma(s): Nintendo Switch, XboxOne, PC (Steam), Linux, macOS
Lançamento: 30-05-2019 (Nintendo Switch, PC, Linux, macOS), 21-04-2020 (XboxOne)
Género(s): Aventura, Plataformas, Meowtroidvania
Modos de jogo: Modo história para um jogador
Funcionalidades: Gravação de progresso na memória da consola, HD 720p (Handheld), 1080p (Docked)
Media: Formato Digital
Estado: Não se aplica
Condição: Não se aplica
Viciómetro: Acabei-o uma vez a 100%.

E a respectiva traseira.
O termo Metroidvania é hoje usado de forma comum para nos referirmos a um subgénero específico de videojogos mas em tempos isso não acontecia sendo que eram conhecidos apenas por jogos de aventura, exploração, acção e plataformas. Não sei ao certo quando foi a altura em que o termo entrou em voga mas a arriscar diria que foi após o lançamento de Castlevania: Symphony of the Night, um jogo cuja estrutura se assemelha em muito a Super Metroid, lançado anos antes, e daí o termo que resulta da fusão destes dois nomes. Muito anos e muitos jogos mais tarde, eis que surge um dentro deste subgénero que consegue ir um pouco mais além e gerar um novo termo, um pouco por piada pois insere-se no mesmo género que todos os outros. Este exemplar digital chegou à colecção a 16 de Abril de 2021, tendo custado €3.99 numa promoção da Nintendo eShop.
 

5 de julho de 2021

Far Cry Instincts Predator

Artwork meh.
Desenvolvido por: Ubisoft Montreal
Publicado por: Ubisoft
Produtor: Bertrand Helias
Designer: Philippe Baude
Plataforma: Xbox360
Lançamento: 28-03-2006 (EUA), 31-03-2006 (EU)
Género: First Person Shooter
Modos de jogo: Modo história para um jogador, Multiplayer Online (2-16 jogadores), Multiplayer Local via System Link (2-16 jogadores)
Funcionalidades: Instalação opcional no disco rígido (4.5GB), Gravação de progresso no disco rígido/Memory Card, HD 720p, 1080i, DLC adicional, Compatível com Xbox One
Media: DVD-ROM
Estado: Completo
Condição: Muito boa, muito poucas marcas de uso
Viciómetro: Acabei cada jogo uma vez.

Sem autocolantes feios.
Actualmente é comum vermos versões actualizadas de jogos mais antigos, com tudo aquilo a que têm direito desde grafismo renovado, melhorias na performance e claro, os habituais quality of life improvements que melhoram a experiência para o utilizador de um modo global. Esta tendência começou a ganhar tracção por volta da era PS3/360 onde alguns jogos da era PS2/Xbox, mais os da Xbox, tiveram direito a novas versões HD, com melhorias visuais significativas em alguns casos mas outros tantos apenas com um ligeiro facelift. O jogo que trago até aqui hoje é um exemplo disso, neste caso concreto sendo dois jogos da Xbox original que receberam o tratamento HD e pouco mais. Este exemplar foi adquirido a 15-03-2021 por 5.95€ na Play N' Play, estando em óptimo estado de conservação.
 

28 de junho de 2021

Ion Fury

Boa cover art.
Desenvolvido por: Voidpoint LLC, General Arcade (Versão para consolas)
Publicado por: 3D Realms, 1C Entertainment (Versão física)
Director: Richard Gobeille
Designer(s): Max Ylitalo, Leonardo Pellegrini, Jarmo Kylmäaho, Vitaliy Bondarenko
Artista(s): Aleksander Kowalczyk, Arturo Pahua, Fox Martins
Compositor: Jarkko Rotsten
Motor gráfico: Build Engine (Modificado)
Plataforma(s): PlayStation4, Xbox One, Nintendo Switch, PC
Lançamento: 14-05-2020 (Lançamento Mundial), 15-08-2019 (PC)
Género: First Person Shooter
Modos de jogo: Modo história para um jogador
Funcionalidades: Instalação no disco rígido (~400MB), Gravação de progresso no disco rígido, HD 720p, 1080i, 1080p, Compatível com Remote Play, PS4 Pro Enhanced
Media: Blu-ray
Estado: Completo
Condição: Impecável
Viciómetro: Acabei-o três vezes, em diferentes dificuldades. Platina alcançada.

Em espanholês.
Durante os anos 90 assistimos a um boom no que concerne a first person shooters, que se tornou popular graças a jogos como Wolfenstein 3D e DooM, sendo que foi também aquela que considero a era de ouro para este género. Com o passar dos anos, o género banalizou-se, fruto de uma enchente de jogos cuja qualidade começou a decrescer na minha opinião, dando-se prioridade mais ao storytelling do que ao gameplay propriamente dito, algo que é muito mais importante e é o que caracteriza um bom jogo. Não quero com isto dizer que actualmente não existam bons FPS triple A mas o certo é que o actuais que são realmente soberbos contam-se pelos dedos de uma mão. Porém assiste-se agora a um revivalismo deste género mais centrado no estilo que o popularizou nos anos 90, onde temos excelentes jogos com profundas inspirações em clássicos como Rise of the Triad, Exhumed, Quake, Shadow Warrior e sem esquecer o eterno Duke Nukem 3D. O jogo que trago até aqui hoje é um belíssimo exemplo disso. Este exemplar foi adquirido em Março de 2021, por cerca de 23 euros, oriundo da Amazon. Para além do jogo inclui um mini livro de arte e autocolantes.
 

21 de junho de 2021

Nioh 2 [Special Edition]

Artwork simples mas eficaz.
Desenvolvido por: Team Ninja, Kou Shibusawa
Publicado por: Koei Tecmo (JP), Sony Interactive Entertainment (Resto do mundo)
Director: Fumihiko Yasuda
Produtor: Fumihiko Yasuda
Designer: Takahiro Shiojima
Argumentista: Ryohei Hayashi
Compositor(es): Yugo Kanno, Akihiro Manabe
Plataforma(s): PlayStation4, PlayStation5, PC
Lançamento: 12-03-2020 (JP), 13-03-2020 (Lançamento Mundial)
Género(s): Action Role Playing, Hack 'n Slash
Modos de jogo: Modo história para um jogador, Modo co-op online para até 3 jogadores
Funcionalidades: Instalação no disco rígido (~55GB), Gravação de progresso no disco rígido, HD 720p, 1080i, 1080p, PS4 Pro Enhanced
Media: Blu-ray
Estado: Completo
Condição: Impecável
Viciómetro: Acabei-o duas vezes, incluindo o DLC com mais de 200 horas de jogo e platina alcançada.

Em bom Português.
Quem é seguidor do meu trabalho aqui no blog já sabe que nutro uma paixão especial por tudo quanto é japonês, desde os jogos mais conhecidos aos mais esquisitos. Mas também por algo que é muito comum aquele país e que se traduz em samurai e ninjas, sem esquecer os demónios todos que compõem o seu folclore tradicional. Assim é difícil deixar passar ao lado certos jogos que tão bem mesclam todos estes elementos de forma harmoniosa e interessante, proporcionando-nos uma experiência fantástica quando se trata de pegar no comando. Embora não fosse fã do género agora conhecido por soulslike, o certo é que Bloodborne me fez mudar de opinião e o Nioh original cimentou ainda mais a mesma. Com a sequela, Nioh 2, as coisas foram ainda mais além. Este meu exemplar chegou à colecção durante o período natalício de 2020, e sendo a Special Edition, faz-se acompanhar de um belíssimo steelbook, um artbook e ainda o Season Pass que inclui todo o DLC.