25 de novembro de 2017

Top 5 - Bandas sonoras de videojogos (que merecem ser ouvidas)


Quando falamos em videojogos, há sempre duas coisas que por norma vêm logo à baila: gráficos e jogabilidade. A primeira é a mais comum, sobretudo para os menos entendidos que facilmente são seduzidos por um jogo se este tiver "altes gráfiques" mesmo que seja a maior borrada em tudo o resto. A segunda, mais apreciada pelos conhecedores da coisa, que dão primazia a algo que seja divertido e jogável, em vez de frivolidades cosméticas. Seja como for, uma coisa é certa, o outro elemento que compõe este conjunto não só é tão importante como também consolida o jogo em si, dando-lhe um certo carisma e muitas vezes distinguindo-o de todos os restantes. É óbvio que me refiro à música, algo que faz parte de todos nós e sem a qual seríamos bem mais infelizes. Nos videojogos, a música sempre teve um papel importante sobretudo a partir do momento em que ganhou terreno e deixou de ser apenas *bips* e *bops* para dar lugar a arranjos melódicos que ainda hoje nos trazem memórias. O tema do primeiro nível do Super Mario Bros. é um claro exemplo disso e ainda hoje é reconhecido por praticamente toda a gente que teve contacto com videojogos mesmo que não sejam fãs da coisa. Bom, mas como é de calcular, esta lista não vai dar destaque a jogos com bandas sonoras bem conhecidas portanto não esperem ver Castlevania nem Final Fantasy pois a ideia é outra. E actualmente os jogos estão cada vez mais genéricos em todos os níveis, que nem as bandas sonoras me ficam na memória. Mas após alguma ponderação, lá me lembrei de alguns, mais ou menos recentes, que merecem destaque.



1- Ghost in the Shell (PlayStation)

Um jogo que nem todos conhecem, bastante divertido mas mais a apontar para os fãs do manga/filme/série, conta com uma das minhas bandas sonoras favoritas. Escusado será referir que a música é toda electrónica, algo que se insere perfeitamente na acção e ambiente do jogo, com alguns nomes famosos da indústria à época a darem o seu melhor e assim proporcionarem uma experiência audível espectacular. Desde a música da intro até aos créditos finais, a sonoridade é sempre a abrir e cheia de ritmo, e mesmo que não sejam fãs do género musical têm de admitir que é de excelente qualidade.


2- Metal Gear Rising Revengeance (PlayStation3/Xbox360)

Um jogo que andou no limbo durante algum tempo até a Platinum Games lhe ter jogado a mão. O resultado foi excelente, ainda que me tenha sabido a pouco. Obviamente uma das coisas que mais apreciei foi sem dúvida a música, especialmente durante as batalhas contra os bosses. Esta banda sonora apesar de ter uma componente electrónica forte, mistura outros estilos resultando assim em algo muitíssimo bom e que até se ouve bem fora do contexto do jogo, seja com a parte vocal ou somente instrumental. Confesso que algumas músicas prefiro sem voz mas seja como for, o conjunto é excelente.


3- The House of the Dead Overkill (Wii/PlayStation3)

Um jogo completamente tresloucado, com uma história digna de um filme de série B, um elenco de rir e chorar por mais, e claro, uma banda sonora absolutamente genial. Não, desta vez não há electrónica para ninguém mas sim uma mistura de outros géneros com muito funk pelo meio, que conferem ao jogo um ambiente único e cheio de estilo. A sério, esta banda sonora é boa de qualquer maneira e até podia dizer que era de um filme se não lhe conhecesse a origem. Cada faixa parece ter aquela vibe típica dos anos 70 e juro que nunca pensei vir a gostar tanto de ouvir isto em repeat.


4- MadWorld (Wii)

Outro jogo da Platinum Games que não teve o amor devido mas que conta com uma banda sonora bastante diferente das anteriores que aqui referi. Esta é essencialmente composta por hip-hop, um estilo que nem toda gente aprecia mas que pessoalmente gosto de ouvir para desanuviar de outros. Contudo, há ainda algum rock pelo meio mas que é eclipsado por todas as outras faixas. No jogo isto resulta incrivelmente bem com a acção que se resume a espancar os nossos inimigos de todas as maneiras possíveis e imaginárias mas fora do contexto do mesmo é bastante audível na minha modesta opinião.

Podem ouvir aqui: MadWorld Official Soundtrack

5- Tenchu - Stealth Assassins (PlayStation)

Um dos meus jogos favoritos na PlayStation original conta com uma das bandas sonoras mais melódicas da quais guardo memória, composta pelo mestre Noriyuki Asakura. E quem não se lembra da música da intro, quando as intros dos jogos eram feitas com paixão e dedicação? Cada faixa deste jogo é sem dúvida uma obra de arte e transmite uma sensação única enquanto jogamos. O ambiente do jogo não seria tão rico se a banda sonora fosse outra que não esta. E há ainda quem diga que a música dos jogos não se ouve fora deles... tolos!


E este top é apenas uma das minhas muitas sugestões sonoras que não recai nas habituais que já conhecemos e todos gostam de referir. Quando me lembrar de mais algumas, cá estarei para as apresentar.

Sem comentários:

Publicar um comentário