13 de junho de 2011

GTI Club+ Rally Cote d'Azur

A capa seria assim.
Desenvolvido por: Sumo Digital
Publicado por: Konami
Plataforma: PlayStation 3 (PSN)
Lançamento: 04-12-2008 (EU), 15-01-2009 (EUA), 25-02-2010 (JP)
Género: Corridas
Modos de jogo: Modo Arcade para um jogador, Multuplayer online com vários modos de jogo para até 8 jogadores
Media: Suporte Digital
Funcionalidades: Gravação de progresso no disco rígido da consola, Compatível com Função de Vibração, Compatível com Sensor de Movimento, Compatível com PlayStation Eye, Compatível com Headset, DLC adicional
Estado: Não se aplica
Condição: Não se aplica
Viciómetro: Acabei-o várias vezes e dá para jogar sem compromisso.

(Parece que hoje não será dia de praia.)

Este Mini parece que encolheu.
Muitos eram os jogos nas arcadas, que na década de 90 faziam a nossas delícias por serem nitidamente superiores a qualquer um dos que tivéssemos em casa. Quando refiro superior não quer dizer que fossem melhores, nada disso. Eram apenas tecnicamente mais avançados e isso era um chamariz. Obviamente muitos deles eram de facto bons mas o grande problema era que só existiam nas máquinas e nunca foram lançados para consolas até esta actual geração ter chegado. Muitos viram-se então lançados para Wii, PS3 e X360, para gáudio dos fãs da velha guarda. O jogo de hoje é um desses casos, tendo sido apenas lançado na PSN ao preço de 12.99€, não contando com o DLC. E foi esse o preço que me custou.


GTI Club+ Rally Cote d'Azur é um simples jogo de arcada onde o objectivo é corrermos contra outros adversários no percurso de Cote d'Azur, que se divide em vários trechos, dentro daquela localidade, dando origem a três percursos parecidos mas cheios de truques e manhas. Este número aumenta para seis se contarmos com os percursos no sentido inverso. E é isto, simples mas altamente viciante, até porque mesmo nas arcadas incluía outro modo de jogo para vários jogadores, onde tínhamos de passar a bomba aos outros. Uma espécie de "batata quente" mas com carros.

Vira, vira...VIIIIRA!
Como seria de esperar esta nova versão de GTI Club+ sofreu diversas alterações em todos os campos, a começar pelo grafismo, completamente modificado para assentar nos padrões HD. Assim sendo, temos algo visualmente sólido e com uma fluidez consistente, correndo a 60 frames constantes, ocasionalmente quebrados por muita confusão no ecrã. Mas é raro, muito raro mesmo. Para condizer, os 720p dão-lhe um look ainda mais limpinho resultando numa agradável experiência, até porque o cenário é agradável e podemos andar a reinar só mesmo numa de curtir a cidade como se fossemos turistas, ignorando a corrida. Eu fiz isto!

O som também foi alvo de makeover e apresenta-se agora mais límpido, com música discreta mas funcional. O som dos carros é bastante convincente e a atenção ao detalhe não foi descurada, ainda que se trate de um jogo tipicamente arcade. Claro que grande parte do tempo vamos ouvir derrapagens e buzinas, visto ser frenético a esse ponto. Online então, as buzinadelas são a melhor maneira de irritar os adversários, sobretudo se levarem uma sirene da polícia constantemente a fazer barulho!

Picardias necessárias.
Quando pegamos no comando, GTI Club+ comporta-se tal e qual como se estivéssemos a jogar na máquina, com uma jogabilidade muito boa e acima de tudo extremamente simples e viciante. E dominá-lo também não é nada difícil pois em pouco tempo vamos estar a fazer curvas em drift que nem gente grande, algo que aumenta muito a competitividade, especialmente online. E por falar em online, o deste jogo está excelente, desde as corridas normais, aos modos Bombtag onde nos fartamos de rir com as situações que são possíveis de criar. O único problema é não ser muito estável, ou pelo menos não era, inicialmente. Uma grande falha é a ausência de splitscreen, algo que iria resultar muito bem. Mas voltando ao single player, o jogo divide-se em três dificuldades, Easy, Medium e Hard, que se traduzem nos percursos. O Hard tem os atalhos todos abertos, o Easy não. O Medium é o meio termo. Obviamente a dificuldade afecta o comportamento dos adversários, que neste jogo são bastante batoteiros.

Até faz faísca!
Ao contrário da versão arcada, GTI Club+ só nos oferece este percurso da Riviera Francesa, em vez de trazer também Itália, Estados Unidos e Reino Unido. Por outro lado, ficou a promessa de um DLC com os percursos adicionais mas até hoje nada saiu. Em termos de veículos temos os do jogo original sendo eles Morris Mini Cooper 1275S (Mk1), Renault 5 Alpine Turbo (A5/R122B), Volkswagen Golf GTi (Mk1), Autobianchi A112 Abarth e Lancia Delta HF 4WD, tendo cada um deles um comportamento ligeiramente diferente. Com o progredir do jogo vamos desbloqueando pinturas adicionais, como a de um táxi, carro de polícia e até um pastor alemão (que não é pintura mas um veículo extra). O único DLC que saiu trouxe-nos novos veículos e novos troféus para juntar aos já existentes. Estes novos veículos resumem-se a Fiat 500 Abarth, BMW Mini Cooper S (MkII), Peugeot 207 GTi e Volkswagen Polo GTI (Mk5), sendo eles oriundos da versão Supermini Festa! que foi lançada na Wii.

Nos replays vemos coisas curiosas...
Algumas das funcionalidades introduzidas neste jogo são de facto curiosas, como por exemplo podermos tirar fotos com a PlayStation Eye, que utilizamos para "provocar" os nossos adversários quando os ultrapassamos. Por outro lado, podemos sempre dar largas à nossa imaginação e decorar os carros ao nosso gosto, em termos de pintura. Para os mais valentes, sempre podem tentar jogar com o sensor de movimento do Sixaxis embora não aconselhe

Penso que já ficam com uma boa ideia deste pequeno jogo e do que o mesmo vos pode oferecer. É tipicamente arcade e pode ser jogado em qualquer altura, por qualquer tipo de jogador e é sem dúvida um daqueles que aconselho a qualquer pessoa que goste de carros e corridas, sem complicações. Por estes motivos ganha certamente o selo de JOGALHÃO DE FORÇA!

Volto amanhã para mais uma dose de espionagem táctica. :)

MURRALHÕES DE FORÇA:
 

Sem comentários:

Enviar um comentário