10 de julho de 2011

Prince of Persia Classic

Custom cover pois não há mais nada!
Desenvolvido por: Gameloft
Publicado por: Ubisoft
Designer: Jordan Mechner (Versão original)
Plataforma(s): PlayStation 3 (PSN), Xbox Live Arcade
Lançamento: 13/06/2007 (XBLA), 23/10/2008 (PSN)
Género: Plataformas
Modos de jogo: Vários modos para um jogador (Normal, Time Attack, Survival)
Media: Suporte Digital
Funcionalidades: Gravação de progresso no disco rígido, Scoreboards online
Estado: Não se aplica
Condição: Não se aplica
Viciómetro: Acabei-o umas três vezes.

(Já começo a ver a meta após tantos jogos.)

Todo o fã de videojogos que se assuma como tal, só o pode ser se tiver jogado o clássico dos clássicos entre os jogos de plataformas. É óbvio que me refiro à obra prima de Jordan Mechner datada de 1989 e que dá pelo nome de Prince of Persia, presente em mais de 20 sistemas diferentes, sendo a versão de PC a mais popular de todas. Este meu exemplar digital foi adquirido na PlayStation Store americana pois não existia na portuguesa, tendo custado cerca de 7 euros, com a conversão.


Espigões, algo que não falta neste palácio.
Originalmente lançado para o defunto Apple II, este jogo colocava-nos na pele de um herói, neste caso Prince, em busca da sua amada princesa presa na torre do palácio do terrível Jaffar, um feiticeiro cujos planos incluíam casar-se com a princesa para além de, claro está, reinar por toda a Pérsia. Uma vez que a jovem princesa não tencionava de todo casar-se com o velhote, este num "acesso de raiva" confinou Prince às masmorras do palácio dando assim um prazo limite de 60 minutos até poder concretizar os seus planos diabólicos. Mais piroso que isto não há mas adiante, o que interessa é jogar.

Como referi inicialmente, Prince of Persia teve direito a ser "transportado" a múltiplas plataformas mantendo quase sempre o mesmo layout ainda que houvessem algumas excepções como foi o caso da versão de SNES, que foi renovada por completo graças à Konami. Mas é nesta edição Classic que realmente se vêem as modificações às quais foi submetido para se adequar aos tempos correntes.


Prince tem sempre fé nos seus saltos.
Desenvolvido pela Gameloft, conhecida por inúmeros títulos desenvolvidos para telemóveis, Prince of Persia Classic apresenta-se tal como o original: um jogo de plataformas dotado de uma simplicidade extrema. No entanto sofreu alterações a nível gráfico apresentando-se agora a 3D, com um Prince idêntico ao que vimos nos títulos de PS2 em termos de visuais, cenários completamente renovados, bastante vistosos e coloridos com diversos pormenores mas mantendo a tradicional jogabilidade 2D. Sonoramente mantém a mesma ambiência musical, discreta ao invés do original que durante os níveis não apresentava qualquer espécie de música ou algo que se parecesse a não ser efeitos sonoros.

Inicialmente, em termos de modos de jogo, temos apenas o modo Normal, semelhante à versão original, com os típicos 60 minutos de tempo limite que ao ser terminado nos dá a hipótese de batermos recordes em Time Attack ou provarmos que somos mesmo bons em Survival onde temos apenas uma vida. Podemos também consultar os nossos recordes de pontuação e tempo nos scoreboards online, ainda que isso não interesse para muitos (pelo menos eu não ligo). É de notar que ao contrário dos 12 níveis presentes no original, este Classic apresenta 14, embora os dois últimos sejam demasiado curtos e no fundo sejam uma extensão do 12º.

Esta besta é rija que nem chifres!
É na jogabilidade que se nota maior diferença face ao jogo original. Embora a jogabilidade no geral, de inicio, pareça "rígida", os movimentos de Prince são bastante ágeis podendo este agora dar cambalhotas, backflips e executar wall jumps o que veio sem dúvida alguma melhorar a fluidez de jogo. Os combates com os inimigos foram também melhorados, sendo que estes são mais inteligentes e contra atacam a maioria das nossas investidas. No fundo os combates assentam numa base de carregarmos nos botões de ataque e defesa com o timing correcto para triunfarmos. Os inimigos em si não variam muito de aspecto mas foi introduzido um "substituto" daquele famoso guarda gordinho que podíamos encontrar no nível 6 e que era exímio no uso da cimitarra. Este é agora um bisonte que apenas enverga um enorme maço de ferro e defende a maioria dos nossos ataques, sendo os dele devastadores.

Bom, parece que já se tornou hábito rever remakes uma vez que os adoro mas que se há-de fazer? Penso que todos o deviam jogar, pelo menos uma vez. Prince of Persia será sempre um clássico, doa a quem doer e este remake do original é sem dúvida alguma um JOGALHÃO DE FORÇA!

Amanhã no Jogalhões, cavaleiros e plataformas no Game Boy. :)

MURRALHÕES DE FORÇA:
 
 

Sem comentários:

Publicar um comentário