30 de janeiro de 2011

Colin Mcrae Rally

Aquele Subaru é épico!
Desenvolvido por: Codemasters
Publicado por: Codemasters
Plataforma(s): PlayStation, PC, Mac
Lançamento: Janeiro 1998 (EU), Setembro 1999 (EUA)
Género(s): Condução, Corridas, Rally
Modos de jogo: Modo carreira para um jogador, modo arcade para um ou dois jogadores
Media: CD-ROM (650MB)
Funcionalidades: Gravação de progresso no Memory Card (1 Bloco), Compatível com comando analógico, Compatível com comando Dual Shock, Compatível com comando NeGcon (SLEH-0003), Compatível com volantes (SLEH-00006)
Estado: Completo
Condição: Impecável
Viciómetro: Acabei-o várias vezes e ainda fiz algumas corridas contra pessoal amigo.

(Faltam ainda tantos jogos para analisar e mostrar ao mundo quando mais um está prestes a entrar na colecção, daqui a umas semanas. Isto não tem mesmo fim!)

O que ali está escrito é verdade.
Velocidade é para muitos sinónimo de adrenalina. E existe alguma coisa mais brutal do que ir prego a fundo a mais de 200Km/h? Até existe mas não interessa ou se adequa ao jogo que hoje temos aqui. A verdade é que os carros e a velocidade sempre foram uma paixão para muitas pessoas estando, como não poderia deixar de ser, envoltos em polémica de vez em quando pelos mais diversos motivos. Curiosamente embora se goste de velocidade pura e em bruto, ou de uma condução mais estratégica e precisa focada em objectivos, a motivação é sempre a mesma: vencer, provar que o nosso carro é o melhor. Mas não é o carro que faz o condutor... ;) Bom, passando ao que interessa, este joguito entrou na minha nobre colecção no Verão de 98, estava eu de férias no Algarve. Lembro-me que foi comprado na Dentinho do Prisunic(!), que agora se deve chamar Modelo e o preço rondou os 60€ (qualquer coisa como 12 mil escudos naquele tempo). Sim, ainda comprei muito bom jogo a estes preços pois na altura não havia o que há hoje na internet...


Manual, caixa, papelito e CD.
Colin Mcrae Rally, como o nome indica, é um jogo de rally onde o objectivo é ganhar. Bem, esse objectivo é comum a todos os jogos existentes à face da terra mas enfim. Claro que para ganhar é preciso saber conduzir, bem de preferência, conhecer o percurso e afinar o carro para cada uma das pistas pois todas elas têm as suas nuances e para tal é preciso estar preparado. Existem localizações espalhadas pelo mundo: Nova Zelândia, Grécia, Mónaco, Austrália, Suécia, Córsega, Indonésia e Reino Unido, cada uma com vários percursos e até Super Specials. Para desbravar todo este terreno temos à disposição 8 veículos: 4 de tracção às quatro rodas que incluem Suburu Impreza, Ford Escort Cosworth, Mitsubishi Lancer Evolution, Toyota Corolla; e 4 de tracção às rodas da frente onde constam Volkswagen Golf GTI, Renault Maxi Megane, Seat Ibiza e Skoda Felicia. Existem ainda 4 carros secretos que só estavam disponíveis depois de concluirmos o campeonato em primeiro lugar e com todas as Super Specials ganhas. Estes são: Ford Escort MKII, Ford RS200, Lancia Delta Integralle e Audi Quattro. Escusado será dizer que à excepção do MKII, os carros eram autênticas bestas na estrada. Ao contrário de outros jogos que se seguiram nesta série, este apresenta os nomes reais dos pilotos rivais da época, excepto Tommi Mäkinen, que tinha o seu próprio jogo (muito medíocre por sinal) a concorrer com este.

Postal promocional.
No departamento visual, Colin Mcrae Rally faz um bom trabalho com o hardware que a PlayStation disponibiliza. Os carros estão bastante detalhados, as pistas idem aspas, correndo tudo a uma velocidade agradável sem solavancos ou outros aspectos negativos que possam atrapalhar a fluidez de jogo. Um pormenor interessante é que podemos danificar a carroçaria do nosso carro e consequentemente os componentes como as rodas, eixo e motor, afectando severamente o desempenho da máquina e a nossa prestação na prova. Ora, isto fez com que se tornasse num dos mais realistas e melhores jogos da sua geração.

Audivelmente "falando", Colin Mcrae Rally está à altura da coisa real. Os sons dos motores estão fielmente recriados bem como todos os sons e efeitos no geral, proporcionando ao jogador uma boa experiência virtual aos comandos de qualquer um dos bólides. Notoriamente a música é inexistente durante o jogo mas isso não é um ponto negativo, antes pelo contrário, pois neste tipo de jogos existe uma necessidade constante de ouvir o carro e o meio envolvente. Daí que a música até é dispensável, na minha opinião.

O bucolismo da paisagem...
Em termos de jogabilidade, posso dizer com toda a certeza que Colin Mcrae Rally foi o primeiro jogo de rally onde senti estar a "conduzir" um carro e não uma caixa de cartão com rodas. Inicialmente é difícil conseguir ter uma boa performance com os carros à disposição mas depois de se apanhar o jeito e ajustar o carro, de forma a que se comporte bem no terreno onde vai ter de dar o litro, este jogo é fabuloso. Cada curva é um desafio, cada recta uma dose extra de adrenalina e bater os tempos torna-se num objectivo imperativo. Basta falharmos um checkpoint para sentirmos que fizemos borrada da grande e nesta etapa vamos ter de dar a volta à situação. Os carros tem cada qual o seu comportamento em pista e não vão, em altura alguma, sentir que são todos iguais até porque alguns são extremamente imprevisíveis na sua condução, enquanto que outros são mais calminhos e estáveis. As pistas também ajudam bastante a surpreender o jogador com todos os seus obstáculos, manhas e até alguns corta-matos. É indispensável aprenderem a mexer nas configurações dos carros antes de irem competir. Desde travões, pneus, aceleração, caixa, é necessário ter todos os pormenores em consideração para se conseguir tirar o maior partido possível do carro em prova.

Neve! O terror dos automobilistas.
Ainda que o grande atractivo seja o modo carreira, o modo arcade para um ou dois jogadores também tem a sua piada, especialmente se jogado com outra pessoa ao mesmo nível. O giro disto era usar os imensos cheat codes, para dar efeitos secundários ao jogo como por exemplo os carros se comportarem como as naves do WipeOut ou ainda terem uma função Turbo Boost para saltarem com o Kitt, da série Knight Rider! Eram no mínimo partidas hilariantes...

Muita poeira!
No fundo, Colin Mcrae Rally foi o primeiro grande jogo de rally para a PlayStation, que conseguia recriar quase que perfeitamente a simulação. Mais tarde outros se seguiram, especialmente quando apareceu a PS2. Hoje em dia apenas o considero um marco histórico pois com os jogos de condução que há agora, dificilmente se consegue pegar neste. Mas por ter tido um papel tão importante e activo, é um JOGALHÃO DE FORÇA!


Amanhã, um agente secreto regressa para um remake... ;)

MURRALHÕES DE FORÇA: 
 

Sem comentários:

Publicar um comentário