20 de maio de 2011

Guilty Gear X2 #Reload - The Midnight Carnival

Já vimos capas melhores.
Desenvolvido por: Arc System Works
Publicado por: Sammy Studios
Designer: Daisuke Ishiwatari
Plataforma(s): PlayStation 2, Arcade, PC, Xbox
Lançamento: 02-12-2002 (JP), 03-03-2003 (EUA), 28-03-2003 (EU)
Género: 2D Fighting
Modos de jogo: Modo história para um jogador, Modo Vs. para dois jogadores e vários outros modos
Media: DVD-ROM (4.7GB)
Funcionalidades: Gravação de progresso no Memory Card (73KB mínimo), Compatível com controlo analógico: apenas joysticks.
Estado: Completo
Condição: Impecável
Viciómetro: Acabei-o umas três vezes, se tanto.

(Será que é desta que o bom tempo veio para ficar?)

No seguimento do jogo de ontem, chega-nos mais um da série mas para a consola que se segue, sendo neste caso a PlayStation 2. Este só se encontra na colecção devido a um caso particular que já referi há uns bons posts atrás onde escrevi acerca do facto de comprarmos jogos sem termos intenção prévia de o fazer, somente por se encontrarem ao preço da uva mijona. No caso deste, o preço ficou por 6 euros tendo sido adquirido no Jumbo do Almada Fórum, juntamente com outro jogo que custou igualmente 6 euros. Bons negócios. :)


Nem um autocolante!
Guilty Gear X2 #Reload - The Midnight Carnival é mais um daqueles jogos que tem um nome enorme e também um actualização de outro jogo mais antigo que não se ficou só por aqui pois outras actualização se seguiram depois desta. A trama começa no final de Guilty Gear X, cerca de duas semanas depois e cada personagem tem agora a sua motivação para participar em mais um torneio, ainda que muito da confusa história gire em torno de I-no e da sua demanda em destruir todas as ameaças ao seu mestre Robo-Ky e o Post-War Administration Bureau. Digamos que não é a história mais cativante de sempre mas num jogo de pancada isso pouco ou nada importa.

Manual e o disco, muito deslavado.
Tirando partido do potencial 2D da PS2, GGX2#R (brilhante abreviação) apresenta-se com um grafismo excelente, cheio de efeitos visuais como transparências e outras macacas mas acima de tudo com uma qualidade brutal. Os cenários são variadíssimos, com imensos pormenores e animações muito boas, bem como as personagens com sprites enormes e dotados de uma fluidez impecável. Escusado será referir que as animações são de topo, sem falhas a apontar. Se existe coisa que aprecio é um bom jogo 2D onde o visual foi todo pensado ao pormenor e nada foi deixado ao acaso. Este jogo é um bom exemplo disso.

Billy Kane?! Não... Axl Low!
Na parte sonora, Daisuke Ishiwatari mais uma vez traz-nos uma banda sonora cheia de rock e metal, como a saga bem nos habituou e que torna os combates ainda mais intensos. É difícil não gostar da música deste jogo, mesmo que não se seja grande apreciador dos géneros musicais aqui presentes. Em termos de som no geral, GGX2#R tem um tratamento à maneira, com excelentes efeitos sonoros, um voice-acting bom ainda que não se trate de diálogos mas sim das vozes de cada personagem estarem bem escolhidas. Obviamente, a maioria delas fala japonês portanto não é de estranhar que tudo esteja em condições.

Caliente!
A jogabilidade em GGX2#R é um pouco como a de qualquer jogo anterior, como o mesmo tipo de movimentos e truques mas com algumas inovações, arranjos e claro novidades. Para além dos movimentos pessoais de cada personagem, existem os movimentos comuns a todos que incluem o Pysch Burst, Dead Angle Attack, Overdrive Attacks, Gatling Combos e o nosso conhecido Instant Kill que como o nome sugere, termina logo o combate. Alguns movimentos novos foram incluídos tais como o Air Throw, Aerial Dust e ainda alguns mais minuciosos como agarrar adversários que se encontrem em Recovery ou em Burst. Enfim, mariquices. O mais notório será o False Roman Cancel, a novidade neste título que ao contrário dos Roman Cancel, só pode ser utilizado apenas em certos movimentos, com um timing muito preciso e consome 25% da Tension Gauge. Mas deixando os pormenores técnicos e que pouco interessam de lado, com um elenco de 22 personagens mais 2 secretas que poderão mais tarde desbloquear, GGX2#R tem vários modos de jogo para além do modo Arcade que se traduzem em Medal of Millionaire, Survival, Story e Mission, cada qual com o seu encanto mas uns mais do que outros. Se preferirem tal como eu, depois do modo Arcade estar concluído só jogam o Vs. contra os amigos pois é aí que reside sempre a piada de qualquer jogo de pancada.

Freiras, bruxas com guitarras... este jogo é doido.
Embora a oferta de jogos de pancadaria para PS2 seja bastante ampla, GGX2#R mostra ser um dos melhores devido à sua simplicidade mas ao mesmo tempo por ser bastante complexo na sua mecânica. Não é um jogo para todos mas certamente consegue agradar a qualquer fã deste género. É portanto e sem margem para dúvidas, um JOGALHÃO DE FORÇA!

Amanhã, um RPG ocidental, daqueles que levam muitas horas das nossas vidas. :)

MURRALHÕES DE FORÇA:
 

Sem comentários:

Publicar um comentário