22 de janeiro de 2019

3D Shinobi III - Return of the Ninja Master

Mais uma capa self made.
Desenvolvido por: M2
Publicado por: Sega
Director(es): Tomoyuki Ito, Takeshi Matsuhashi
Produtor(es): Tomio Takami, Tokinori Kaneyasu
Designer: Naohisa Nakazawa
Artista(s): Kazuyuki Iwasawa, Katsuhiko Ogikubo, Hiroyuki Hirama
Compositor(es): Hirofumi Murasaki, Morihiko Akiyama, Masayuki Nagao
Plataforma(s): Nintendo 3DS (eShop)
Lançamento: 07-08-2013 (JP), 19-12-2013 (EU/EUA)
Género(s): Acção, Plataformas
Modos de jogo: Modo história para um jogador
Media: Formato Digital
Funcionalidades: Gravação de progresso no cartão SD
Outros nomes: 3D The Super Shinobi II (3D ザ・スーパー忍II)  (JP)
Estado: Não se aplica
Condição: Não se aplica
Viciómetro: Acabei-o várias vezes.

(Quando as encomendas se perdem é caso para ficarmos lixados...)

Várias opções para explorar.
Uma das características mais interessantes que a 3DS tem é sem dúvida o seu modo 3D, algo que nos permite ver imagens tridimensionais sem auxílio de periféricos externos. É algo que a torna única até aos dias de hoje e que embora não tenha sido mais do que uma moda, enquanto durou, a portátil da Nintendo teve imensos jogos a tirarem partido disto, alguns com resultados melhores do que outros. Onde vi particularmente resultados excelentes foi em títulos 2D, com vários layers de profundidade, sprites e afins. Quando a M2 começou a lançar títulos da Mega Drive na eShop, o tratamento dado aos mesmos foi deveras luxuoso, não se ficando por uma mera conversão em cima do joelho. Este exemplar digital foi adquirido algures entre Março e Abril de 2018, numa promo da eShop tendo custado algo como 2.49€. Só é pena não terem lançado todos os jogos em formato físico como aconteceu no Japão.


Cavernas, um local sempre agradável.
3D Shinobi III - Return of the Ninja Master é um excelente port pelas mãos dos mestres da M2, onde o original de Mega Drive recebeu um tratamento especial no que concerne a extras. Mas já lá vamos. A história deste episódio gira em torno da Neo Zeed, para não variar, que volta novamente a colocar o mundo em risco, sendo que desta vez conta com a liderança de um homem conhecido apenas por Shadow Master. Joe Musashi, o ninja de serviço, sente a presença desta ameaça e volta a descer das montanhas para pôr, ou tentar pôr, fim a esta ameaça. Clássica trama de filme série B dos anos 90 mas funciona.

Estes tipos têm a mania...
A adaptação deste jogo ao pequeno ecrã da 3DS não podia ter sido melhor. Os visuais são bastante nítidos e coloridos, com vários layers de parallax scrolling, diversos sprites em simultâneo no ecrã e bastante atenção ao detalhe, algo que se consegue ter melhor noção ainda se jogarem com o 3D ligado, onde as coisas ganham realmente uma nova dimensão em termos de profundidade. A implementação deste modo é sem dúvida das melhores que vi na consola e dá realmente gosto jogar deste modo pois tudo tem um aspecto fantástico. E não se ficando por aqui, a M2 resolveu incluir também a opção de scanlines para os mais puristas que têm saudades dos velhinhos CRTs.

Eia cavalinho!
Embora a música deste jogo não seja tão memorável quanto aquelas que o mestre Yuzo Koshiro produziu, sobretudo a de Revenge of Shinobi, o certo é que os responsáveis por este departamento fizeram um óptimo trabalho no que concerne aos temas do jogo, com músicas muito próximas da sua prequela e que nos ficam na memória tal como as anteriores. Efeitos sonoros e afins são também muito bons e com a mesma qualidade que poderíamos esperar de um jogo deste calibre. A parte melhor deste port é que podemos optar pelo som da Mega Drive ou da Mega Drive II, onde existem diferenças ora subtis, ora notórias em termos de notas.

Um tipo visceralmente asqueroso.
Na jogabilidade, este 3D Shinobi III é sem dúvida exímio na sua arte. O controlo de Joe Musashi é perfeito e acima de tudo uma evolução face ao jogo anterior na série. Desta vez podemos correr ao carregarmos duas vezes para a frente, usar a nossa espada no final da corrida, atacar os inimigos com um pontapé enquanto saltamos e até defender ataques premindo o botão de ataque. E claro, os shurikens continuam a ter um papel fundamental na acção. Até certas paredes podem ser usadas para escalar, dando a sensação que Joe Musashi teve aulas com Ryu Hayabusa. Mas a M2 quis ir mais além e incluiu o expert ninja mode, que basicamente mete os shurikens no botão R, a defesa no botão L e o botão de ataque passa a ser somente a nossa espada, tornando assim o jogo muito mais desafiante. Ah, e podemos redefinir os botões ao nosso gosto se for caso disso. Este modo estava presente no original mas escondido de forma subtil, que somente com o comando de seis botões é que se tinha acesso. Finalmente, a M2 incluiu um slot de save state e presenteou-nos ainda com a hipótese de jogarmos a versão japonesa do jogo, The Super Shinobi II, que tem algumas pequenas diferenças mas nada de life changing.

3D Shinobi III - Return of the Ninja Master é possivelmente o melhor port de sempre deste jogo e sem têm uma 3DS este jogo tem de constar na vossa colecção digital. E como tal é um JOGALHÃO DE FORÇA!

Próximo jogo: um conhecido FPS na PSOne.

MURRALHÕES DE FORÇA: 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário